Direção do PSB diz que Kardec esta fora dos planos do partido

No ultimo dia 3 e março, o deputado estadual Allan Kardec Pinto Acosta Benitez, anunciou sua saída do Partido dos Trabalhadores (PT), que desde o ano passado, já não vinha tendo um bom relacionamento com o Diretório Estadual do partido em Mato Grosso.

O motivo foi segundo membros do Diretório do PT, a teimosia do parlamentar estadual em não seguir a orientação do partido dentro da Casa de Leis, onde votou a favor das contas do governo Taques de 2016, e logo após, foi favorável à Emenda Constitucional 081/2017, a chamada PEC do Teto dos Gastos.

Outra queda-de-braço entre o deputado estadual Allan Kardec e o Diretório Estadual do PT aconteceu quando de sua participação na “CPI de Fethab” e do “Fundeb” contra o governo Pedro Taques, o partido orientou os seus parlamentares de não participarem da CPI, e acabou desobedecendo a direção do Partido dos Trabalhadores.

Parecia que tudo estava pronto, tudo estava acertado entre o deputado Allan Kardec e o Partido Socialista Brasileiro (PSB), hoje comandado pelo deputado federal com mãos de ferro, Valtenir Pereira….Parecia!

Nesta terça-feira, o PSB anunciou que o parlamentar não vai estar se filiando na sigla, e divulgou uma nota com 18 pré-candidatos dizendo que a sigla refuta totalmente a possibilidade do deputado estadual Allan Kardec se filiar ao partido.

O Secretario Geral do partido Milton Simplício, disse que Allan Kardec foi “arrogante” e “desrespeitoso” com todos os membros do partido quando ele recebeu o comunicado que foi assinado por 18 pré-candidatos a deputado pela sigla socialista, e segundo Simplício, Kardec teria agido com “arrogância e desdém”, dizendo que tinha tudo acertado com a Executiva Nacional, e conforme o secretario Geral, Kardec quer forçar sua entrada pela “porta da frente”, já que da maneira que ele esta fazendo, entra somente pela “porta dos fundos” do partido, sem aprovação da maioria.

O deputado Alan faz parte de uma ala petista radical que protagonizou diversas brigas internas dentro do PT, acabando com o Partido no Estado e o PSB de Mato Grosso não pode correr o risco e se prestar a abrigar um grupo com prognóstico tão negativo, com um passado que não se recomenda a ninguém, e que nada contribuiu para o desenvolvimento de Mato Grosso”.

Surpreso com a decisão do Partido Socialista Brasileiro, que foi distribuída pelo Diretório Estadual através do secretario geral da sigla, Milton Simplício, o parlamentar disse a amigos mais próximo que ele estaria sendo boicotado pelo presidente estadual do PSB, Valtenir Pereira, e disse que vai ate a Direção Nacional conversar com o líder maior do PSB em Brasília, Carlos Siqueira, para tratar de sua filiação.

Eu tenho essa agenda amanhã com o presidente nacional do PSB, o Carlos Siqueira, eu só vou me posicionar depois dessa reunião. Por enquanto eu estou surpreso, porque eu recebi ano passado o Valtenir aqui no meu gabinete, eu recebi ele muito bem várias vezes aqui, tenho dialogado com ele nesse sentido… e não entendi essa nota agressiva que foi feita”.

Através de uma nota, o parlamentar estadual diz que o presidente estadual do partido em Mato Grosso, Valtenir Pereira não ouviu as lideranças do Partido Socialista Brasileiro, e que esse posicionamento é isolado da maioria, e segundo Kardec, Valtenir atrapalha o crescimento do PSB em Mato Grosso com sua decisão de não aceitar sua filiação. “Estado dizendo que passei por eles, fui direto falar com a Nacional, essa informação não procede, eu falei com Valtenir pessoalmente e ele sempre esteve me apoiando para que eu me filiasse no partido”.

Veja nota:

Diante das últimas notícias tratando de um suposto veto do Diretório do PSB de Mato Grosso a minha filiação partidária, venho a público ressaltar que:

– Recebo com surpresa tal posicionamento;

– Consultei filiados, pré-candidatos a deputado pelo PSB e membros do Diretório Estadual e eles foram categóricos ao afirmar que não houve nenhuma reunião oficial para tratar de tal assunto;

– Tal nota é um posicionamento isolado do grupo do deputado federal Valtenir Pereira, que não quer o crescimento do partido, mas sim controlar a legenda diante da possibilidade anunciada por ele mesmo de desfiliar-se mais uma vez;

– Não procede a informação de que busquei minha filiação apenas no Diretório Nacional, pois mantive conversas nos últimos meses inclusive com o próprio Valtenir, que sempre demonstrou interesse na minha filiação;

– Por fim, friso que continuarei mantendo as conversações com a direção nacional e demais filiados de Mato Grosso na tentativa de discutir minha filiação, pois minha militância política sempre foi marcada pela coerência e construção coletiva.

Professor e Deputado Allan Kardec

Logo após todos os acontecimento envolvendo a filiação do deputado estadual Allan Kardec no Partido Socialista Brasileiro, a Direção Estadual também divulgou uma nota fazendo os seus esclarecimentos.

NOTA INFORMATIVA DO PSB

Após conhecimento de notícias divulgadas na mídia, que o deputado estadual Allan Kardec se filiará ao PSB, a Direção Estadual de Mato Grosso vem a público informar que já avisou ao deputado Alan que a nominata de 18 pré-candidatos rejeitou a sua filiação. Reforço, essa decisão já foi comunicada ao próprio Allan Kardec.

Repito, o PSB-MT consultou os filiados ao partido que são pré-candidatos a deputados estaduais no pleito de 2018, os quais refutaram de modo contundente a filiação do deputado Alan Kardec, e o mesmo foi comunicado na quarta-feira (14), porém com arrogância e muito desdém disse que tudo está acertado com a direção nacional.

Agora se ele teve uma postura de arrogância e desrespeito ao diretório de Mato Grosso, iniciando suas tratativas com a direção nacional, passando por cima de um Diretório Estadual eleito democraticamente, composto de lideranças regionais e de membros dos movimentos sociais, que recentemente travou uma luta dura, duríssima, para reposicionar o partido e devolver o PSB/MT as suas bases e as suas origens, queremos dizer que o deputado Alan Kardec começa mal e se assim insistir estará entrando para o PSB pelas portas dos fundos, em completa desarmonia e discordância com a direção Estadual constituída democraticamente em 17 de setembro de 2017, podendo experimentar sérios prejuízos na convenção.

Por fim, o Diretório Estadual do Partido Socialista Brasileiro de Mato Grosso informa desde já que não reconhece a filiação de Allan Kardec Pinto Acosta Benitiz em seus quadros, mesmo que ela venha de cima pra baixo, de forma assoldada e imposta goela abaixo.

É bom lembrar que o deputado Alan Kardec faz parte de uma ala petista radical que protagonizou diversas brigas internas dentro do PT, acabando com o Partido no estado e o PSB de Mato Grosso não pode correr o risco e se prestar a abrigar um grupo com prognóstico tão negativo, com um passado que não se recomenda à ninguém, e que nada contribuiu para o desenvolvimento de Mato Grosso, pelo contrário, todo o tempo era ocupado para potencializar intermináveis brigas internas na agremiação petista.

Nós não queremos isso para o PSB de Mato Grosso de jeito nenhum, da mesma forma que outros partidos não quiseram, pois Allan Kardec foi rejeitado após procurar outras siglas partidárias que não aceitaram sua filiação. O PSB não será um segundo PT cheio de confusão, intrigas, futricas e conspirações. Temos que cortar o mal pela raiz. Queremos paz para trabalhar em harmonia pelo povo e pelo desenvolvimento do nosso querido Mato Grosso, cumprindo a nossa honrosa missão partidária.

O PSB-MT respeita a posição do Presidente da Nacional, Carlos Siqueira, da mesma maneira que também respeita a opinião da base socialista mato-grossense que não aceita Alan Kardec filiado ao PSB. O partido não visa quantidade de parlamentar e sim qualidade e harmonia entre seus filiados.

Uma das diretrizes da atual gestão é ouvir a base partidária e neste caso o PSB-MT, embasado no estatuto que rege as normas de filiação, adotará as medidas estatutárias necessárias com o rigor e a serenidade que o caso requer para garantir as vozes de suas bases.

MILTON SIMPLÍCIO
Secretário-Geral do PSB-MT