Fiscalização apreende 30 kg de pescado irregular, canoa e rede de arrasto

Pescado foi doado para o Hospital de Santo Antônio do Leverger

A Equipe de Fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), capturou 30 kg de pescado irregular, que foi doado para o Hospital de Santo Antônio de Leverger. Também foram apreendidos uma canoa e uma rede de arrasto.

A apreensão aconteceu na região de Bonsucesso (8 km de distância do Centro de Várzea Grande) durante patrulhamento pela água. Os fiscais flagraram pescadores que estavam fazendo o uso ilegal da rede de arrasto, e que fugiram com a chegada dos mesmos. Os peixes capturados são das seguintes espécies: Curimba, Piava e Piraputanga.

De acordo com o coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Júlio Reiners, a irregularidade aconteceu pela pesca predatória com rede e pela falta de medida dos peixes permitida por lei. “Estamos em período da lufada, momento em que os peixes sobem o rio, e por isso estão mais vulneráveis para captura“, explica.

Lufada

A lufada é um fenômeno no qual os peixes formam cardumes e começam a retornar para subir os leitos dos rios.

Regras da pesca

Embora esteja fora do período de defeso da piracema estadual, os pescadores profissionais e amadores precisam seguir algumas regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009. Ela estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como: tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca predatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838/ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.