Francisney Liberato Batista Siqueira: – Família, sou ilha ou continente?

            Família, sou ilha ou continente?

Por: Francisney Liberato Batista Siqueira – 

Nenhum homem é uma ilha, completo em si próprio; cada ser humano é uma parte do continente, uma parte de um todo”, afirmou com propriedade o poeta inglês John Donne (1572 – 1631). Para serem felizes, as pessoas precisam conviver umas com as outras, uma vez que somos seres sociáveis.

A família é o espaço em que ocorre interação social, pois gera por excelência a manifestação das nossas qualidades e dos nossos defeitos.

Você é um ser humano-continente. Podemos passar por muitas dificuldades da vida, porém isso não pode se tornar justificativa para optarmos por viver como uma ilha, ou seja, sozinho, sem se comunicar, relacionar e conviver com as pessoas da nossa família e outras ao nosso redor. Lembre-se: você faz parte do continente e tem o seu valor.

Você é um ser humano sui generis. É interessante observar que os dedos das mãos são diferentes uns dos outros. As pessoas são distintas, noutras palavras, não há ninguém igual a ninguém. Constata-se que até os chamados gêmeos univitelinos, idênticos na aparência, possuem pensamentos e sentimentos diferentes.

É espetacular saber que dos mais de 7.620 bilhões de pessoas que vivem no mundo, ninguém é igual a você, mesmo que alguns aparentemente se assemelhem.

Você é um ser humano especial. Deus nos criou como uma obra de arte, desde o ventre da mãe “os Teus olhos viram o meu embrião”, “Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe”, e de maneira extraordinária, “me fizeste de modo especial e admirável”, descreve o rei Davi em Salmos 139.

Precisamos entender que, para conviver em família, temos que fazer a nossa parte sendo honesto, sincero, transparente, participativo, simples, humilde, e muitas vezes, apenas aceitando, pois nem sempre conseguiremos impor nossas opiniões e vontades.

E são as simples e pequenas atitudes que as vezes servem de estímulo para que saiamos de uma individualidade, isolada e egoísta, para uma convivência harmoniosa no continente. Em 06/05/2018 foi realizada a 4ª Feijoada & Cabeça Assada da Família Siqueira, na cidade de Poconé-MT. Foi oferecido um saboroso almoço, em um ambiente familiar, em meio à natureza, com pessoas singulares e cada um fazendo a sua parte. Esses relacionamentos familiares servem de estímulo para que haja uma convivência mais pacífica e tolerante tanto num ambiente doméstico quanto num contexto relacional mais amplo.

A Terceira Lei de Newton, ou Princípio da Ação e Reação, descreve o resultado da interação entre duas forças: “A toda ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade: as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e dirigidas em sentidos opostos”. Que o nosso modo de agir como seres sociais e ao mesmo tempo individuais, seja pautado na ética, respeito e tolerância, logo, teremos como resposta reações favoráveis que fará com que mesmo sendo ilhas na nossa individualidade peculiar, passaremos a viver e conviver como partículas de um grande continente.

Francisney Liberato Batista Siqueira é Secretário de Controle Externo, Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador.
www.francisney.com.br