Francisney Liberato: – Felicidade, qual é a sua?

                                   Felicidade, qual é a sua?

Por: Francisney Liberato

A Finlândia é o país mais feliz do mundo para nativos e imigrantes, segundo relatório da ONU divulgado em março de 2017. A ONU analisou indicadores como expectativa de vida, renda, liberdade, nível de corrupção e políticas de bem-estar social, com base nos dados de 2015 a 2017 de 156 países. O Brasil ocupa a 28ª posição do ranking mundial.

Felicidade, substantivo feminino, que segundo o dicionário Houaiss, significa a “qualidade ou estado de feliz; estado de uma consciência plenamente satisfeita; satisfação, contentamento, bem-estar”.

O significado de felicidade é muito complexo, pois, a depender da disciplina, teremos conceitos bem distintos.

A definição dada por Aristóteles, é “fazer o bem” e, de acordo com o filósofo, “é o sentido e propósito da vida, o único objetivo e finalidade da existência humana”.

Já segundo Friedrich Nietzsche, “é não ter medo”, e continua explanando que “não é a força, mas a constância dos bons resultados que conduz os homens à felicidade”.

Augusto Cury descreve que “desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade, porque quem não persegue seus objetivos está condenado a fracassar 100% das vezes”, e aconselha, “jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário”.

No livro “O Jeito Harvard de Ser Feliz” o autor Shawn Achor faz ponderações, experimentos e discute esse tema, e ensina a colher bons frutos de uma atitude mental positiva que proporcione efeitos extraordinários no trabalho e na vida.

Alguns dizem que a felicidade é uma vida tranquila e pacata, sem a agitação do mundo moderno, como descrita na música Casinha Branca:

Sinto cada vez mais longe a felicidade,
Vendo em minha mocidade,
Tanto sonho perecer,
Eu queria ter na vida simplesmente,
Um lugar de mato verde,
Pra plantar e pra colher,
Ter uma casinha branca de varanda,
Um quintal e uma janela,
Para ver o sol nascer.

Para os palestrantes motivacionais, a felicidade está na caminhada rumo a um objetivo, e não na sua chegada, por isso temos que planejar novos desafios para não perder o propósito da vida. A música Trem Bala corrobora que essa ideia: “Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu. É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu”.

A Revista Veja em fevereiro de 2018, apresentou uma matéria com o título A Ciência da Felicidade, e aponta que muitas pessoas buscam recompensas e emoções temporárias, aquela sensação de euforia, a produção de dopamina no hipotálamo, já outros, preferem não apenas emoções fortes, mas sim como algo duradouro, que leva uma produção maior de serotonina, produzida no lobo frontal esquerdo, região do corpo responsável por produzir a sensação de bem estar.

Os conceitos são diversos e poderíamos ter outras definições sobre o assunto, mas a pergunta é: qual conceito você investe sua energia? Sua busca por felicidade é temporária ou permanente?

Aprecio a definição de felicidade do Rei Davi em Salmos 128:1, “Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos!”.

Busque a felicidade!

Francisney Liberato Batista Siqueira é Secretário de Controle Externo, Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador.

www.francisney.com.br