Projeto Social do BOPE-MT é reconhecido pela Câmara de Cuiabá

O Projeto de cunho social denominado Judô BOPE, desde a sua criação em 2010 vem fazendo história, recrutando crianças e jovens e transformando o caráter de centenas de alunos que três vezes por semana se dedicam aos treinos de arte marcial, nas dependências do Batalhão de Operação Policiais Especiais (BOPE-MT). O projeto que completa, no dia 5 de outubro, oito anos de existência é comandado pelo subtenente Adalberto Corrêa Júnior, um dos homenageados dessa segunda-feira (07) pela Câmara de Vereadores de Cuiabá.

De autoria do vereador Elizeu Nascimento a entrega do título “Ordem do Mérito Legislativo Esportista Joaquim Francisco de Assis“, visa enaltecer os relevantes serviços prestados ao esporte. “O subtenente Adalberto encarou essa missão brilhante e difícil que é o projeto social Judô BOPE, que tem a brilhante missão de resgatar e aprimorar o caráter de tantas crianças e jovens. Parece fácil, mas já conheço o projeto e sei que a persistência, o amor e a dedicação é o que mantem de pé esse trabalho tão importante. Eles (judocas) são o nosso amanhã“, observou o vereador.

Para o coordenador do Judô BOPE, o reconhecimento ao trabalho “é de suma importância para a sociedade e para a Policia Militar de Mato Grosso. Nossa gratidão ao vereador Elizeu pela iniciativa e consideração ao serviço prestado. Eu estendo essa honraria a todos os professores voluntários e pais sem os quais o projeto não se tornaria realidade“, disse o coordenador do Judô BOPE o subtenente Adalberto Corrêa Júnior.

PROJETO – Criado há quase uma década, o projeto, que iniciou com a participação de apenas 12 alunos, de um jeito muito simples já que não havia um espaço adequado, nem mesmo quimonos para os primeiros judocas, atualmente atende 340 alunos e tornou-se referência em projeto que utiliza o esporte como ferramenta de inclusão social.

Vale ressaltar que, o projeto conta com a ajuda de voluntários, seja na aplicação dos treinos ou manutenção do espaço. “Não temos uma ajuda como gostaríamos, mas temos alguns parceiros que colaboram com o projeto, entendem a necessidade de mantê-lo e o fazem de coração. Temos senseis voluntários, profissionais, que renunciam às vezes o lazer ou o seu tempo com a família para se dedicar aos nossos alunos, toda semana, e isso não tem preço“, salientou Adalbeto.

Os treinos realizados dentro do BOPE-MT, em Cuiabá, são ministrados três vezes por semanas, sendo as segundas, quartas e sextas-feiras, das 18h30 às 20h e atende crianças as faixas-etárias de 4 a 18 anos de idade. Este ano, segundo o subtenente, já não existem vagas disponíveis, devido a grande procura. Mas, orienta que em janeiro de 2019 serão abertas novas vagas.

Para participar, o atleta precisa preencher os seguintes pré-requisitos: ser estudante e ter bom desempenho escolar. A solicitação de vaga deve ser feita no BOPE, situado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá.