Rodrigo Maia é laçado candidato a presidência da Republica e defende que DEM tenha candidatura nos Estado

JAYME, JÚLIO E FÁBIO GARCIA FAZEM PARTE DA EXECUTIVA NACIONAL E DEVERÃO CONDUZIR A CAMPANHA DE RODRIGO MAIA EM MATO GROSSO

O Encontro Nacional do Democratas tirou indicativo da candidatura própria do presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, como candidato a presidência da Republica neste ano e encaminhou também pelo reforço de candidaturas Majoritárias em todos os Estados na busca de representação tanto Legislativa como Executiva.

O partido encaminhou pela busca de representatividade eleitoral e nós teremos candidaturas Majoritárias em Mato Grosso, até porque estamos em sintonia com a população, pois fazemos campanha junto com o eleitorado“, disseram os Democratas presentes no encontro, Jayme Campos que foi eleito como membro da Executiva Nacional como um dos vice-presidente do DEM e Membro do Conselho Político que tem assento e a palavra final quanto as candidaturas da sigla, Júlio Campos reconduzido como presidente do Conselho Fiscal e o novel deputado e membro da Executiva Nacional, Fábio Garcia.

A Convenção Extraordinária do DEM, presidida pelo senador Agripino Maia reforçou a necessidade de o partido não ser mais coadjuvante e sim participar das disputas em igualdade de condições. “Somos uma agremiação partidária consistente e temos bons nomes para disputar qualquer cargo ou mesmo para contribuirmos com o Brasil, com os Estados e os municípios“, disse Agripino Maia.

Mas a figura central do Encontro Nacional foi o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia que teve o nome colocado como candidato a sucessão do presidente Michel Temer do MDB e conseguiu levar para o encontro lideranças do MDB, PSDB, PP, PR, Solidariedade, PRB, PV, PSC, Avante e PHS, todos partidos da base aliada do Governo Federal.

Agora nós vamos reunir o partido e participar a população de que temos um candidato a presidente da República e vamos disputar as eleições majoritárias em Mato Grosso“, disse Jayme Campos assinalando que o DEM tem cacife para a disputa, mas vai abrir conversação com partidos aliados que tenham uma plataforma ou programa de governo para o Brasil e para os Estados dentro do que espera a sociedade em termos econômicos e de políticas essenciais como saúde, educação, segurança, social e de geração de emprego e renda.

O Encontro Extraordinário do Democratas aprovou ainda a destituição de todos os órgãos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (diretório/provisória); fixação do calendário para as convenções que serão realizadas em 2019, sendo as municipais até 28/03, as regionais até 24/4 e a Nacional até 30/05; fixação do número de membros que farão parte da comissão executiva de cada esfera, sendo estadual 25 membros e as municipais 15 membros, como número máximo.

O Encontro Nacional elegeu 45 membros e reforçou posições como do DEM de Mato Grosso que é o partido com o maior número de filiados no Estado segundo relatório do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT).

Acredito que temos mais do que bons nomes. Temos consistência para definirmos candidaturas em todos os níveis, tanto federal como Estadual, principalmente em Mato Grosso“, disse o presidente do Conselho Fiscal, Júlio Campos reconduzido a função e que tem colocado seu nome como candidato a uma vaga para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O deputado federal Fábio Garcia, recém filiado ao Democratas, apontou que se sente revigorado politicamente por estar chegando ao partido em um grande momento e assinalou que a convivência com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, candidato do partido a presidência da República e com Jayme e Júlio Campos o estimula ainda mais a participar do processo eleitoral e com chances de vitória.

Vamos percorrer todo o Brasil e os Estados levando o nome de Rodrigo Maia como alguém altamente capacitado e pronto para enfrentar os gargalos que existem no Brasil e devolver o país ao trilho do desenvolvimento“, disse Fábio Garcia que acredita estar o DEM em Mato Grosso pronto para a disputa para qualquer cargo Majoritário, mas também pronto para uma grande composição que vise o melhor para o Estado.

Jayme Campos assinalou ainda que o DEM tem mais do que um nome para ser colocado como candidato. “Temos nome, história e principalmente capacidade de fazer diferente pelo Brasil, algo voltado para o país, para sua gente. Temos como mudar todo o mal que fizeram neste imenso e rico país chamado Brasil“, disse o ex-senador.

Jayme Campos reafirmou a disposição em disputar um cargo majoritário nas eleições deste ano, apontando que a decisão final sua será discutida com o partido e com a população. “Sei que o DEM vai ter candidato em todas as esferas a serem disputadas e mais do que isto, teremos propostas e projetos de governo possíveis de serem cumpridos tanto para o Brasil como para Mato Grosso“, frisou.