Articulação para Eleições Municipais em outubro esquenta o pleito de abril

A poucos dias das Eleições Municipais e também da Eleição Suplementar no Estado de Mato Grosso, que acontecem 26 de abril e outra em 4 de outubro de 2020, as movimentações nos partidos políticos são percebidas.

As alianças e coligações desenham, aos poucos, o cenário político no Estado que vem se instaurando ao longo dos meses como preparatório para a grande disputa política. Para alguns caciques de partidos, ainda é cedo para falar de política, quem será o candidato do partidos, mas para outros, os passos já estão direcionados.

Cedo pra falar de política????????………

Regras sendo decididas, em seguida vem o carnaval, problemas de outrora e eleições a vista. Na disputa da Eleição Suplementar ao Senado da Republica, duas coisas são certas: todos os políticos e que estão de “férias” estarão envolvidos e que alguns nomes, ou grupos, parecem visualizar um horizonte bem mais próximo em outubro.

Quem acompanha o Blog do Valdemir, esta ciente aos movimentos, que a cada dia se torna mais intensa, no sentido de articulações e buscas para o pleito.

A julgar pelas estratégias dos nomes que serão postos para a apreciação dos grupos políticos, essa será uma das mais acirradas disputas da história.

O bem da verdade é que a Eleição Suplementar vem obrigando, os partidos, antecipar as movimentações para as alianças para a de outubro. O movimento nos partidos é precedido e as alianças e coligações desenham aos poucos o cenário político que vem se instaurando e a partir de 10 de dezembro 2019.

Para alguns ainda é cedo falar sobre o assunto, mas para outros os passos já estão direcionados.

Entretanto…aproximando do dia 26 de abril, observa-se ainda, muita gente na concorrência pela indicação dos partidos, mas isso começará com mais força as articulações, visando as Eleições Municipais em outubro.

Motivo simples: em um número significativo de nomes, os partidos procuram o melhor para concorrer ao pleito das eleições municipais 2020.

Neste pleito de abril, há notícias de possíveis reviravoltas, novidades sendo preparadas, fortes indícios de insatisfação do eleitorado mato-grossense.

As Eleições Municipais de 2020 devem ser marcadas por um movimento de renovação política por todo o Brasil.

Os grupos que pregam a renovação na vida pública comemoraram os resultados das Eleições de 2018, mas agora começam a se deparar com os diversos problemas dentro da política na vida real.

De acordo com informações do Jornal Folha de São Paulo, movimentos como RenovaBR, Acredito e Livres tem sido questionados e atacados por partidos políticos, principalmente depois que dois expoentes dessa movimentação foram punidos pelas siglas partidárias e tentam se desfiliar sem perder os mandatos.

Diante do crescimento de tais movimentos, partidos reativaram ou reforçaram seus programas de formação política e de atração de quadros.

Nota da redação

Apesar de notar-se no meio, figuras que acreditam na política tocada pelo instinto, os que imaginam ser possível “milagres eleitorais”, mesmo apresentando candidatos com baixa aceitação pública, a tendência entre os candidatos e assessores é de cercarem de dados, informações atualizadas sobre o que pensam e quais as aspirações dos eleitores.

Em tempo de interação online, essa será uma disputa no qual o maior triunfo, é o discurso afinado com as comunidades, saber quando e onde o povo quer que o candidato esteja, qual postura adotar em cada momento, serão elementos decisivos para o sucesso.

Porém….mas do que nunca os pleiteantes ao cargo de Senador, devem priorizar a transparência dos atos comprovando a viabilidade dos projetos a serem apresentados e a honestidade nas suas promessas de campanha, pois, o eleitor tem a sua disposição, todo aparato tecnológico, ferramentas eficientes para fiscalização e análise crítica, certamente não perdoaria demagógica, promessas mirabolantes e estelionatos eleitorais, isso será punido com a desaprovação nas urnas.