Faculdade de Cuiabá vence Jogos Universitários de MT

A competição aconteceu em Cuiabá, entre os dias 19 e 21 de abril, reunindo equipes da UFMT, Unic Sinop, Unemat Cáceres, Faipe, Univag e La Salle

As equipes de futsal masculina e feminina da Faipe Cuiabá (Faculdade de Tecnologia do Ipê) foram as vencedoras dos Jogos Universitários Mato-grossenses 2019 (JUMS). A equipe masculina tornou-se tricampeã e a feminina bicampeã dos jogos.

A competição aconteceu em Cuiabá, entre os dias 19 e 21 de abril, reunindo equipes da UFMT, Unic Sinop, Unemat Cáceres, Faipe, Univag e La Salle. As modalidades esportivas disputadas foram badminton, basquetebol, futsal, handebol, tênis de mesa, voleibol e xadrez. Os eventos aconteceram Ginásio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), no Ginásio Dom Aquino, na Quadra Externa Dom Aquino, no Ginásio Aecim Tocantins, no Ginásio Verdinho e na Árena Pantanal.

Os organizadores apontam que, o principal objetivo dos jogos universitários não é a vitória, mas promover a interação e melhorar a vivência universitária entre os atletas e demais estudantes envolvidos no processo de treinamento e organização.

Os atletas da Faipe são bolsistas, mantidos por um programa social implantado própria instituição, iniciado há três anos. Este ano, receberam apoio através de patrocínio da Oncolog.

A Oncolog foi pé quente, uma grande parceira, iniciou o patrocínio e já fomos vencedores com as duas equipes. Até então, a Faipe mantinha sozinha este programa social, agora estamos recebendo o apoio da Oncolog e ficamos muito gratos por acreditar em nosso projeto social. O incentivo ao esporte é muito importante como política social”, destacou o técnico de futsal da Faipe, professor Marcos Penna.

Após a vitória no Estadual, as equipes da Faipe participam dos Jogos Universitários Brasileiros 2019 (JUBs), na etapa que será realizada em agosto, na cidade Vitória (ES). Também foram convidados a competirem no Pan-Americano de Futsal Universitário, que acontecerá na Argentina, no mês de Setembro.

Vamos precisar de patrocinadores, de ajuda para ir ao Pan-Americano, vamos atrás”, conta o professor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *