Fiscais do Indea apreendem madeira totalmente proibido em território nacional

Nesta segunda-feira (09), fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) em conjunto com servidores da Secretária de Fazenda, apreenderam uma quantidade considerável de corte totalmente proibido em território nacional.

Trata-se da madeira nativa no Brasil e tem o nome científico, Swietenia macrophylla, mais conhecida popularmente por mogno. Essa é uma árvore comum desde a Amazônia até a América Central.

A madeira mogno é muito conhecida no mercado pela sua beleza e excelente resistência! O mogno é considerado uma madeira nobre (ou madeira de lei). Por isso, pode ser difícil de encontrá-lo em boas condições dependendo das dimensões que você precisa.

De acordo com os fiscais que detectaram o transporte ilegal, a prancha de mogno estava escondida no meio da carga transportada, porém, através do trabalho minucioso dos profissionais do Indea a irregularidade foi constatada.

A apreensão ocorreu no Posto de Identificação de Madeira de Cuiabá, localizado na Br 163. A carga era proveniente da cidade de Sinop com destino ao Estado do Paraná.

Essa espécie de madeira é totalmente proibida para corte, inclusive consta em uma normativa do Ibama. É complicado vermos que ainda tem madeireiros que insistem em infringir a lei visando lucros. Felizmente nós temos uma equipe de profissionais sérios, éticos e preparados para esse tipo de trabalho no Indea, e que buscam barrar esse tipo de crime ambiental“, comentou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap), Rosimeire Ritter.

A presidente do Sintap/MT também ressaltou a importância do trabalho em parceria com outros órgãos como PRF, Sema, Sefaz, Polícia Ambiental e Ibama.

O trabalho dos nossos servidores é essencial para se combater essa prática aqui em Mato Grosso e somando esforços com esses outros órgãos o trabalho fica ainda mais eficaz“, afirmou ela.

De acordo com o responsável pela equipe de fiscais, Jean Carlo Boaventura, após os procedimentos realizados no Posto de Identificação de Madeira, a carga foi encaminhada para a Delegacia Especializada em Crimes Ambientais (DEMA).

A madeira mogno tem um preço que pode variar muito de acordo com as dimensões exigidas pelo seu projeto. Além disso, essa é uma madeira cuja extração é bem controlada. Isso contribui para elevar os valores dependendo da sua região.