Jardim Renascer ganha coleta e tratamento de esgoto

Concessionária reestrutura e aperfeiçoa sistema de esgotamento do bairro, que estava inacabado desde 2009

Um antigo anseio da comunidade do Jardim Renascer, bairro localizado na região Leste de Cuiabá, se torna realidade. A partir de dezembro deste ano as famílias da região passarão a contar com o serviço de esgotamento sanitário. A conquista, que significa mais saúde, qualidade de vida e preservação ambiental, é possível graças às obras de ampliação e melhoria do sistema, realizadas pela Águas Cuiabá. Desde 2009 a comunidade local aguarda a conclusão da instalação das redes de esgoto, que foram iniciadas e paralisadas naquele mesmo ano.

Após estudos de viabilidade das obras paradas há quase de 10 anos, a companhia iniciou o processo de reestruturação e adequação das estruturas existentes. Entre os trabalhos a serem realizados, a concessionária destaca que foi necessária a reconstrução de trechos bem como a execução de obras complementares em pontos danificados. Ao fim da obra, os investimentos no local resultarão em 11.000 metros de tubulações aptas a coletar e transportar o esgoto doméstico à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Dom Aquino, onde ele será tratado e, só então, devolvido à natureza.

Foi necessário um processo de estudo e viabilidade quanto ao uso da rede inacabada no Jardim Renascer. Avaliamos com calma e precisão as condições de cada situação para definir a possibilidade de uso das estruturas. Com isso, foi possível a elaboração de um plano de ação visando a prestação de serviços de esgotamento sanitário aos 4.500 moradores do bairro. Hoje, a comunidade acompanha, diariamente, a evolução das obras de saneamento básico na região”, observa o gerente de investimento, William Gomes Figueiredo.

A previsão da Águas Cuiabá é que o trabalho esteja concluído até o fim do mês dezembro.

Após a conclusão das obras, nossa equipe de relacionamento com a comunidade oferecerá todo suporte de informações aos moradores. Dessa forma, eles terão conhecimento sobre os prazos e ajustes para conexão ao sistema”, pontua.

Sistema de esgotamento

A região do Jardim Renascer integra o Sistema de Esgotamento Sanitário Dom Aquino, ou seja, faz parte do grupo de localidades que enviam seus efluentes para o tratamento na Dom Aquino. O Plano de investimentos com conclusão no ano do tricentenário da capital, viabilizou o investimento de R$ 157 milhões no esgotamento sanitário do município. Desse montante, R$ 57 milhões foram destinados exclusivamente a esse sistema e resultaram na ampliação da ETE, na construção de novas Estações Elevatórias de Esgoto e também na instalação de novas tubulações coletoras como as do Jardim Renascer.

Sobre a Águas Cuiabá

Por meio de concessão plena com validade de 30 anos, a Águas Cuiabá assumiu os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na capital mato-grossense em 2012. A empresa atende a 565 mil pessoas e tem como objetivo universalizar o acesso da população à água de qualidade e à coleta e tratamento de esgoto. Desde 2017, faz parte da Iguá Saneamento, companhia que está presente em 37 municípios brasileiros e que alcança 7,1 milhões de pessoas com o compromisso de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil.

Sobre a Iguá Saneamento

A Iguá é uma nova companhia de saneamento, controlada pela IG4 Capital, que atua no gerenciamento e na operação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, por intermédio de concessões e de parcerias público-privadas. Atualmente, está presente em 37 municípios de cinco estados brasileiros: Alagoas, Mato Grosso, Santa Catarina, São Paulo e Paraná, por meio de 18 operações que somadas beneficiam 7,1 milhões de pessoas. O alcance dos serviços prestados pela companhia a coloca entre os principais operadores privados do setor de saneamento do país. Em 2018, foi eleita pelo segundo ano consecutivo uma ótima empresa para se trabalhar pela consultoria Greate Place to Work (GPTW). Atualmente, emprega cerca de 1,5 mil pessoas. O nome Iguá é uma referência direta ao universo em que atua: em tupi-guarani, “ig” que dizer água.