Matador de onça se apresenta e alega “legítima defesa”

Um vídeo de um pouco mais de um minuto com três onças-pintadas mortas a tiros em uma caminhonete circulou nas redes sociais.

As imagens são narradas por uma mulher, que mostra os corpos das onças e apresenta um homem como autor do triplo assassinato. O clima é de celebração.

O homem identificado no vídeo como “Rapicho” se deixa ser filmado sendo chamado de “matador de onça”.

Olha isso, três onças pintadas, que o Rapicho acabou de matar”, diz a mulher não identificada, enquanto filma os felinos sem vida na caminhonete.

Os policiais receberam a informação de que o crime teria ocorrido na zona rural de Cocalinho, a 765 km de Cuiabá, na região do Médio Araguaia.

D.S.M., conhecido como Carrapicho (52), é o homem suspeito de ter matado três onças-pintadas em fazenda de Coalinho, Mato Grosso, na última quinta-feira (21), se entregou à Polícia Militar. Acompanhado de advogados, ele foi interrogado pelo delegado Valmon Pereira da Silva.

Após a divulgação nas redes sociais de um vídeo das onças mortas, o caso começou a ser investigado.

Dois advogados que acompanhavam o homem alegaram que ele agiu em “legítima defesa”. Justificaram que os felinos foram mortos porque invadiram a propriedade em Cocalinho (MT).

O homem foi liberado sem pagar fiança, já que não tinha mandado de prisão em aberto. A confirmação foi feita pelos próprios policiais da delegacia da cidade.

De acordo com o delegado Valmon Pereira da Silva, ele ficou em silêncio durante interrogatório. Os advogados que alegaram a tese de “legítima defesa”, pois segundo eles, o homem temia ser morto pelas onças.

A proteção da onça-pintada (Panthera onca), o maior felino das Américas, é prerrogativa do Ibama e dos órgãos estaduais e municipais que fazem parte do Sistema Nacional de Meio Ambiente. Embora no mundo ela esteja classificada como quase ameaçada na lista vermelha feita pela IUCN, no Brasil ela está Vulnerável à extinção. A caça e perda de habitat estão entre as maiores ameaças à continuidade da espécie.

Representantes da ONG Panthera afirmaram que tiveram conhecimento do vídeo e aguardam o resultado das investigações para tomar providências.

O abate e a caça de onças são crimes ambientais, com pena prevista de seis meses a três anos de prisão e multa.

Animal

A onça-pintada é considerada o maior felino do continente americano. A espécie pode viver em vários tipos de habitat, desde que uma parte da vegetação seja densa. Ela é considerada um animal solitário e territorial.

As populações vêm diminuindo devido ao confronto com atividades humanas. A espécie é classificada pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) e pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como vulnerável e está no Apêndice I da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies de Fauna e Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (Cites).