Pinheiros buscam “Milagres” com Nossa Senhora da Guia

Em verdade vos digo: se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que fiz com a figueira, mas também, se disserdes a montanha: ‘Arranca-te daí e joga-te no mar’, acontecerá. Tudo o que na oração, pedirdes com fé, vós o recebeis”. (Mt 21, 21-22).

Se já estamos clamando, mas não conseguimos alcançar o milagre, pode ser que nos esteja faltando fé. Em Hebreus, está uma ótima definição:

A fé é a certeza daquilo que ainda se espera, a demonstração de realidades que não se vê. Por ela os antigos receberam um bom testemunho de Deus (Hb 11,1-2). O bom testemunho justamente é essa intervenção divina.

Clamar um milagre com fé é ter a certeza de que somente Deus é capaz de fazê-lo, pois se depender exclusivamente da mão humana, nada vai acontecer.

Buscando uma “Luz no Final do Túnel”, ou um “Milagre“, a família Pinheiro que mal participou dos eventos que marcaram os 300 anos de Cuiabá, estão se revezando nos atos comemorativos dos 152 anos de Várzea Grande.

Para alguns, as aparições podem parecer uma simples coincidência ou cordialidade, mas, para os mais atentos, as frequentes participações, do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, ainda MDB, como também do seu filho, o deputado federal Emanuelzinho Pinheiro (PTB) nos eventos comemorativos de aniversário da Cidade Industrial, nada mais é que a busca de um caminho para tentar salvar as eleições de 2020.

Pelo que tudo indica, só um milagre da padroeira de Várzea Grande, Nossa Senhora Guia, para salvar o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro de uma derrocada, caso venha disputar as próximas eleições na capital.

Devido os últimos acontecimentos da vida política, Emanuel Pinheiro foi fazer suas orações e pedir milagres na cidade vizinha, já que suas ações na capital devem ter deixado até o Senhor Bom Jesus de Cuiabá, São Benedito e o Divino Espirito Santo, perplexos, impossibilitando assim uma ação milagrosa que possa colaborar com a vida política do prefeito nas próximas eleições.

Para quem não lembra, desde o início deste ano, 2019, quando o Homem de Ferro, governador Mauro Mendes Ferreira (DEM) assumiu o mandato, que o prefeito Emanuel Pinheiro, mirou uma “metralhadora” de críticas para atual gestão, originado em uma “queda de braços” que já mostrou o rumo do vencedor, já que nem mesmo dentro do seu partido MDB, Emanuel já não é mais apontado como unanimidade, para uma possível disputa em 2020, nem a sua declaração de não ter intenção disputar foi considera, para muita é apenas uma jogada de marketing.

O Homem de Ferro acertou um golpe de misericórdia encima de Emanuel Pinheiro, jogando literalmente o prefeito de Cuiabá no chão, quando assumiu a administração da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, nos últimos dias, que segundo informações de bastidores, o governador foi ágil, e sem falar nada com o prefeito, anunciou para a sociedade que a Santa Casa voltaria atender o povo sob nova administração.

Assim, para a família Pinheiro, não restou outra alternativa, já que em Cuiabá nem os santos estão acreditando em suas promessas, e no Estado o povo está de ponta a ponta, sabendo das peripécias do prefeito Emanuel Pinheiro, não restou outro caminho que não seja falar com “cacique” do DEM, assim as aparições da família Pinheiro passaram a ser constantes na cidade industrial, resta saber se o Senador do Partido Democrata (DEM), Jayme Campos, além de rezar ao lado de Emanuel Pinheiro, vai entrar nesta briga que envolve o Homem de Ferro e a família Pinheiro, que cada vez mais se afunda com o “peso do paletó”. – (Lauro Nazario) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *