Projetos de reforma do “Dutrinha” e “Mercado do Porto” serão escolhidos por concurso

O edital deverá ser publicado na sexta-feira (25) e divulgado nos sites das instituições envolvidas

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, assinou nesta segunda-feira (21) o Termo de Cooperação que garantirá a escolha dos Projetos Arquitetônicos do Estádio Eurico Gaspar Dutra, o “Dutrinha”, e do Mercado Municipal do Porto.

O processo seletivo conta com a parceria do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Em dezembro de 2018, a Prefeitura de Cuiabá já tinha finalizado o processo de licitação Nº 020/2018 para a contratação de uma empresa de engenharia, que será a responsável por executar a obra de reforma e adequação do Estádio Municipal Eurico Gaspar Dutra, o popular “Dutrinha”, no valor de R$ 461.532,35, o certame foi vencido pela empresa Excelência Construtora Ltda. e prevê a realização de serviços que melhorarão a segurança e acessibilidade do espaço.

Já o Mercado Varejista Antônio Moisés Nadaf, no tradicional Bairro do Porto, em Cuiabá, conhecido como Mercado do Porto, que foi inaugurado em 1995, exatos 24 anos, vai passar pelo sua reforma, e nunca aconteceu nenhum tipo de reforma naquele local.

O projeto prevê novas instalações hidráulicas e elétricas. Além disso, o Novo Mercado terá duas praças, uma para eventos e outra de alimentação. Também serão criados espaços específicos para motos e bicicletas e os ônibus de viagem também terão lugar reservado.

A obra deve custar R$ 14,4 milhões e tem o prazo de um ano para ser finalizada. Desse valor, R$ 8 milhões serão de emendas parlamentares da bancada federal. Já o restante do valor será de recursos próprios da Prefeitura de Cuiabá.

Em reunião com os presidentes das instituições, André Nör e João Pedro Valente, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro lembrou a importância histórica das edificações e destacou a necessidade de intervenção nos locais.

Esta é uma forma de democratizar a decisão sobre intervenções em duas obras tão simbólicas para a cuiabania”.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Samaniego, a escolha das plantas será feita por uma comissão formada por oito profissionais. Deste número, dois pertencem ao CAU, e dois ao CREA, dois da Prefeitura de Cuiabá e outros dois a instituições de ensino superior que serão convidadas pela administração.

Os projetos deverão obedecer a critérios mínimos previstos em edital, garantindo que algumas demandas básicas sejam sanadas. Os profissionais poderão usar a criatividade, mas respeitando itens como a quantidade de lojas e vagas de estacionamento, como, por exemplo, no caso do Mercado”.

O edital deverá ser publicado na sexta-feira (25) e divulgado nos sites das instituições envolvidas.